Gestão de Empresas

Compartilhe

0
Shares
0 0 0 0
home office
20 de maio de 2020

Novo mundo? Empresas já começam a avaliar o home office permanente


O home office foi adotado como alternativa para muitas empresas neste período de distanciamento social provocado pela pandemia de coronavírus. Se, há alguns anos, muitas empresas não consideravam outros formatos de trabalho além do convencional, as transformações trazidas pelas tecnologias e pela internet tornaram o trabalho remoto uma alternativa muito produtiva, além de necessária no momento.

Hoje já podemos encontrar vários modelos de trabalho remoto diferentes, nem sempre condicionados à imagem clássica que vem à mente: uma pessoa sozinha trabalhando na sala de casa durante o horário comercial. E o futuro do trabalho remoto não significa que o funcionário estará 100% do tempo em casa. No novo mundo pós pandemia, a ideia é que todos tenham liberdade para escolher onde trabalhar, seja em casa, em um coworking ou alguns dias da semana em casa e alguns na empresa, por exemplo.

Nas últimas semanas, duas grandes empresas anunciaram que estão avaliando aumentar o tempo de trabalho remoto. O CEO do Twitter, Jack Dorsey, informou que boa parte dos colaboradores será liberada para trabalhar em casa por tempo indeterminado, mesmo após o fim da pandemia de coronavírus. Com a comprovação de que o trabalho remoto está dando certo na empresa, a decisão de retomar ao trabalho, quando os escritórios abrirem, será uma decisão pessoal de cada colaborador.

O XP Inc., uma das maiores instituições financeiras do país, também fez um anúncio na mesma linha. O trabalho remoto será adotado até dezembro, independente da evolução do coronavírus, podendo ser estendido permanentemente. A medida inclui os colaboradores dos escritórios de São Paulo, Rio de Janeiro, Nova York e Miami que conseguem desempenhar as funções fora do escritório.

Compartilhe:


Deixe seu comentário