Fotografia

Compartilhe

0
Shares
0 0 0 0
um-gatilho-para-inspiracao-explore-as-unidades-do-centro-europeu-ao-fotografar
6 de novembro de 2017

Um gatilho para inspiração: Explore as unidades do Centro Europeu ao fotografar


Um prédio monumental, com uma história de mais de sete décadas para contar

Quer treinar seu olhar de fotógrafo, mas não sabe por onde começar? A inspiração pode morar bem mais perto do que imagina, a começar pela sala de aula. Imagine só estudar em uma construção que inspira arte e história, com uma arquitetura que mescla mais de um estilo. É exatamente por essa experiência que os alunos de fotografia do Centro Europeu passam.

Mas certamente não são apenas os alunos da escola que têm na memória a imagem majestosa do prédio que fica na esquina das ruas Benjamin Lins e Ângelo Sampaio, no Batel. A imponência da construção, erguida há mais de sete décadas e ocupada pela escola desde 2014, não se restringe à fachada. Por dentro, a sede da escola esconde detalhes únicos e que, segundo a supervisora do Curso de Conservação e Restauração de Edifícios e Obras de Arte do Centro Europeu, Rosina Parchen, remontam ao século XX.

O resultado é uma arquitetura sem um padrão construtivo único ou um estilo bem definido, mas fruto da mescla de vários elementos comuns aos casarões da época, tais como torres, varandas e terrenos alteados.

Tudo isso rendeu ao monumento uma representatividade ímpar aos olhos do poder público, que, em 2004, o classificou com grau de proteção rigorosa. “Ele integra toda uma área tombada, pois faz parte da paisagem urbana da Comendador Araújo, que abrange várias ruas e casarões. Por isso, ele não pode ser demolido ou sofrer modificações internas que o descaracterizem, por exemplo. Além disso, qualquer intervenção interna ou externa deve ser submetida à análise e aprovação por parte dos órgãos públicos do Estado e do Município”, esclarece Rosina.

E como retratar toda essa carga histórica com primor? Para a professora do curso de fotografia da escola, Charly Techio, o segredo mora, justamente, nessa riqueza estética composta por detalhes distintos. “Vale ter um olhar mais atento aos móveis, escadarias e à arquitetura em geral. Lembre-se de fotografar detalhes, usando portas e janelas como molduras. De quebra, dá para utilizar diversos espaços como locação para fotografia de moda e evento”, orienta.

Compartilhe:


Deixe seu comentário