Academia de YouTube

Compartilhe

0
Shares
0 0 0 0
yout
25 de fevereiro de 2017

Quero criar um canal no YouTube!


 

O mercado de trabalho é caracterizado pela constante entrada e saída de profissões, geralmente resultantes do surgimento de novas tecnologias, mudanças de hábitos de consumo, sazonalidades e outros fatores. A disponibilidade de filmes online em portais como Netflix e Popcorn Time, por exemplo, foi um dos principais motivos do desaparecimento das locadoras que outrora geraram emprego a milhares de pessoas.  

 

Dentro deste contexto de renovação, a profissão de youtuber é uma das novidades que têm despertado o interesse do público jovem que busca por opções profissionais que fujam à tradicionalidade dos escritórios. Uma pesquisa aponta que a cada 10 youtubers influentes no mundo, 4 são brasileiros, um dado que comprova o crescimento acelerado do mercado digital no país. Criar um canal no YouTube é uma forma ativa de estimular o processo criativo, atrair o interesse de marcas famosas e expressar suas ideias para o público.

 

Mas afinal, o que é preciso para se tornar um youtuber de sucesso? Em primeiro lugar, tenha em mente que ligar a câmera e falar é fácil, mas para ser reconhecido pelo seu trabalho é preciso muito mais. Estrutura, planejamento, criatividade e habilidade de comunicação são apenas alguns dos requisitos para se destacar no mercado. Para ajudar a quem deseja embarcar nessa carreira, escolhemos 5 dicas de ouro que podem ser usadas como ponto de partida. Confira:

 

  1. Escolha do tema

 

Existem muitas pesquisas indicando quais são os temas com maior público no YouTube, mas essa não é a melhor alternativa para decidir o assunto do seu canal, simplesmente porque não faz sentido se comprometer a falar sobre o que você não entende. Para escolher um tema, responda a algumas perguntas básicas: Sobre o que você se interessa? Do que você costuma falar? Do que você entende melhor?

 

A diversidade de públicos na internet permite que canais de humor, gastronomia, relacionamentos, maquiagem, moda, games, opiniões e muito mais recebam boa receptividade e ofereçam retorno financeiro quando começam a fazer sucesso. Por isso, pense fora da caixa e opte por um tema com o qual você tenha afinidade.

 

  1. Conheça seu público-alvo

 

Seu público-alvo está diretamente relacionado ao seu tema, e precisa ser levado em consideração para que você monte uma estratégia que atinja as pessoas certas. É fácil saber qual é o público-alvo de um canal com dicas de maquiagem, por exemplo, mas definir o público de um canal de humor pode ser uma tarefa bem mais complicada.

 

Se o seu canal possui uma temática mais abrangente, tente conhecer seus espectadores para ter uma noção maior de quais temas abordar e até o tipo de linguagem mais apropriada. Dar uma lida nos comentários dos seus vídeos é um bom jeito de iniciar esse contato.  

 

  1. Interaja com o público

 

Estamos vivendo na era em que os papeis de comunicador e receptor já se fundiram: a ideia de que você fala e seu espectador apenas escuta é ultrapassada e deixou de ser eficaz há muito tempo. Deixe o público interagir, crie enquetes, faça questionamentos, perguntas, peça sugestões de temas. O importante é estimular sua audiência a se comunicar e mandar feedbacks para que você saiba como anda o seu trabalho.

 

  1. Equipamento

 

Invista em equipamentos de qualidade para aumentar a credibilidade do seu canal. Uma boa edição de imagem evita que o vídeo fique cansativo e que o público perca o interesse no que você tem a dizer. A ideia de que você só precisa de uma câmera é equivocada: vá atrás de equipamentos de som e iluminação, além de um bom computador e programas de edição.

 

  1. Organize um calendário

 

Não adianta nada postar um vídeo sensacional hoje e levar mais dois meses para dar continuidade ao trabalho. Monte um calendário de postagens com as datas que planeja postar seus vídeos, assim você terá tempo para se organizar, decidir temas e checar o equipamento. Manter periodicidade em suas postagens fideliza o público e evita que você caia no esquecimento.

 

Compartilhe:


Deixe seu comentário