Gastronomia

Compartilhe

0
Shares
0 0 0 0
Professora de gastronomia do Centro Europeu, Iracema Bertoco, compartilha dicas valiosas
15 de agosto de 2017

Truques de chef: Descubra o que pode fazer o seu curso de gastronomia valer à pena


Professores experientes e de renome são um dos ingredientes chave do Centro Europeu

Estar entre as panelas é um desafio para muitos. Embora seja realidade daqueles já inseridos no meio gastronômico, a sentença espanta quem dá os primeiros passos na carreira. Para não ser pego de surpresa, nada como conviver com mentores cujas mãos estão na massa e os olhares atentos aos desafios propostos pelo mercado da gastronomia. É essa atmosfera que envolve as aulas de gastronomia do Centro Europeu.

Pioneira no estado do Paraná com o curso de Chef de Cuisine e à frente do maior Centro de Gastronomia da América Latina, a escola reúne um time de docentes capaz de traduzir as expectativas do mercado e utilizá-las como insumo dentro de sala de aula. Com opções que vão de Beer Sommelier a Pâtisserie e Chef Gourmet, o Centro Europeu fornece equipamentos e ingredientes de qualidade para os aspirantes a chefs descobrirem e desenvolverem a própria essência durante as aulas de gastronomia.

A bagagem dos professores é tão versátil que seus segredos atendem a diferentes anseios. No vídeo abaixo, por exemplo, a professora Iracema Bertoco explica que há técnicas que influenciam diretamente o resultado final dos pratos. “Se a escolha for por um assado ou cozido que leve bastante tempo na cocção, devo dar preferência às ervas secas, que terão os aromas e o próprio sabor otimizados pelo tempo de preparo”, revela. As ervas frescas, ao contrário, devem ser usadas na finalização. Ela também compartilha outros pequenos truques de chef que podem fazer muita diferença na apresentação e degustação do cardápio.

Se o seu negócio são vinhos, a professora do curso de Sommelier do Centro Europeu, Sandra Zottis, antecipa: um vinho nunca é igual a outro. “Por isso cada garrafa é uma nova descoberta. A origem da uva ou o fato dela ter passado ou não pela madeira refletem diretamente no aroma”, confidencia.

A simplificação de pratos é, para o assistente de direção do Centro Europeu, Luis Fernando Queiroz, uma tendência que tem dado o tom da gastronomia. “Muito tem se falado do retorno à gastronomia de origem, com pratos descomplicados à base de produtos naturais e que resgatem as receitas de família, por exemplo”, conta.

Se você gostou dessas dicas, clique na caixa abaixo e confira um conteúdo preparado especialmente aos que querem se lançar ao desafio de ser chef e ir além das aulas de gastronomia.

 

QUERO MEU E-BOOK

 

E se quiser ter acesso a outros segredos de verdadeiros especialistas da área, entre já em contato com o Centro Europeu!

 

 

Compartilhe:


Deixe seu comentário