Design de Interiores

Compartilhe

0
Shares
0 0 0 0
por-que-se-dar-bem-com-design-de-interiores-e-mais-facil-do-que-voce-imagina
11 de abril de 2018

Por que se dar bem com Design de Interiores é mais fácil do que você imagina


Começar a carreira de designer de interiores como empreendedor não é um “bicho de sete cabeças”. A pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2015, patrocinada pelo Sebrae no Brasil, revela que, em cada dez brasileiros adultos, quatro já têm uma empresa ou estão envolvidos com a criação de uma.

Em 2015, a taxa de empreendedorismo no país foi de 39,3%, o maior índice dos últimos 14 anos e quase o dobro do registrado em 2002, quando a taxa foi de 20,9%. Esse número significa que, em 2015, 52 milhões de brasileiros com idade entre 18 e 64 anos estavam envolvidos na criação ou na manutenção de algum negócio, na condição de empreendedor em estágio inicial ou estabelecido.

A pesquisa também revela que 56% dos empreendedores que estão criando ou já abriram uma empresa, identificaram uma oportunidade. E você, já enxergou uma maneira de se tornar seu próprio patrão? Confira nossas dicas para abrir seu negócio!

 

Designer de Ambientes

 

A crise não é desculpa. Se você quer abrir um escritório de design de interiores está na hora de se planejar. O mercado está em franca expansão. Fazer parcerias, avaliar fornecedores, investir em comunicação (blogs e redes sociais são uma boa estratégia para divulgar seu serviço), buscar informações sobre a legislação e aspectos jurídicos, os custos para abrir uma empresa, como investimentos iniciais, impostos (custos fiscais), capital de giro, registro de marca, entre outros.

Uma boa dica é começar pelo plano de negócios, que contempla a definição de elementos importantes:

  • Ramo de atuação – definir os segmentos nos quais deseja atuar – empresas ou pessoas físicas.
  • Público-alvo – definir o perfil do cliente que deseja atingir.
  • Localização – procure abrir o escritório em uma região onde o seu público-alvo costuma circular.

 

Decoração de ambientes

 

Confira algumas dicas para divulgar seu trabalho e encontrar potenciais clientes. O Centro Europeu dá suporte e incentiva os futuros profissionais que desejam seguir “carreira solo”.

Venda seu serviço

Escolha pessoas/empresas para quem você gostaria de trabalhar e apresente uma proposta. Não precisa fazer algo extremamente inovador, em um primeiro momento, pense que precisa fazer algo que vá melhorar o domicílio ou agregar valor ao negócio do seu cliente. Quando ele te contratar, você poderá dedicar mais atenção e detalhar o projeto.

Oferecer serviços para donos de pequenos negócios

Lojas, farmácias, e escritórios em geral, normalmente precisam de serviços de design de interiores para melhorar o layout do seu empreendimento e chamar a atenção do consumidor.

Justificar o investimento no seu serviço

Mostrar para o cliente a importância e o benefício do projeto que irá desenvolver. Nem sempre o cliente vai aceitar, já no primeiro momento, todas as suas propostas. Mas não se preocupe em acertar tudo de primeira. Vocês vão passar um bom tempo debatendo o projeto e o valor que será investido em seus serviços.

Portfólio

Utilize os materiais que foram elaborados na faculdade, nos estágios ou feito para outros clientes para mostrar a qualidade do seu trabalho.

Comunicação eficiente

Para apresentar a proposta, vá pessoalmente até o cliente. Não há como saber se ele de fato abriu e avaliou uma proposta enviada por e-mail. É importante ter um pouco de desenvoltura e saber se comunicar, pois a conversa pode tomar vários rumos e você precisa saber conduzir o diálogo e convencer o seu futuro cliente de que ele precisa dos seus serviços. Também é importante investir em um visual que transmita seu profissionalismo.

Como apresentar sua proposta

Prepare uma pequena apresentação de slides, contendo o suficiente para apresentar a sua ideia, a análise de melhorias que podem ser realizadas e a solução proposta.

Compartilhe:


Deixe seu comentário