Design de Interiores

Compartilhe

0
Shares
0 0 0 0
o-melhor-conselho-que-ja-recebi-sobre-design-de-interiores
13 de abril de 2018

O melhor conselho que já recebi sobre design de interiores


Conhecimento técnico e atualização constante são essenciais para o sucesso na carreira de design de interiores

 

Muitos imaginam que decorar é uma tarefa simples: basta pegar algumas dicas na internet ou em revistas especializadas. No entanto, para exercer a profissão de designer de interiores é necessário  adquirir conhecimento técnico, além do bom gosto e senso estético. Quem é apaixonado pela área deve procurar um curso para se dar bem no mercado. O Centro Europeu oferece essa formação e é uma espécie de “passaporte” para ingressar no mercado de trabalho. Os profissionais que estudam na instituição são capacitados para planejar, organizar e criar espaços, seguindo normas e padrões.

Um bom designer de interiores projeta ambientes que trazem harmonia e bem estar para os usuários. Além disso, são funções desses profissionais aplicar texturas, estampas, formas e cores em objetos de decoração e escolher o melhor mobiliário. A ideia é criar espaços confortáveis e práticos. Para isso, é preciso conhecer as necessidades dos clientes antes de definir as ideais para atender à finalidade do cômodo.

Além disso, o designer de interiores deve ficar de olho na sustentabilidade dos seus projetos, tanto residenciais quanto corporativos. Na hora de elaborar um projeto é bom levar em conta aspectos como iluminação e ventilação natural, por exemplo. Os materiais ecologicamente corretos como madeira de demolição e fibras naturais também estão em alta.

Por fim, para ser um bom profissional, deve se atualizar constantemente para conhecer as mudanças de comportamento do consumidor e as novas tendências. Confira três dicas do curso de design de interiores do Centro Europeu para administrar as dificuldades do dia a dia e arrasar no mercado de trabalho!

Pesquise 

Buscar informações é essencial para desenvolver projetos inovadores. O briefing do cliente é o primeiro passo para compreender as suas necessidades. Mas, antes de se debruçar no projeto, é interessante estudar as cores e os revestimentos que podem ser utilizados, de acordo com o perfil do cliente. Apresentar materiais com qualidade e bom custo benefício é uma excelente maneira de surpreender o cliente e mostrar que você é um profissional antenado nas últimas tendências!

Atenda aos anseios do cliente

Muitas vezes os clientes discordam das ideias que apresentamos. Nem sempre o projeto é, na nossa visão, uma “obra de arte”, digna de fazer parte do nosso portfólio. O mais importante, para satisfazer um cliente, é oferecer soluções que resolvam os problemas dele.

Drible o bloqueio mental

Quando “empacar” na hora de elaborar um projeto, vá dar uma volta por aí. Observe o mundo e refresque sua mente. Quando retomar o trabalho, os pensamentos vão fluir e as ideias vão aparecer!

Compartilhe:


Deixe seu comentário