Design de Interiores

Compartilhe

0
Shares
0 0 0 0
lirio
2 de março de 2017

O frescor de uma planta pode renovar ambientes


As cores, os móveis e até mesmo os revestimentos de um espaço têm o poder de torna-lo mais sério, requintado ou aconchegante. Saber identificar aquilo que converge com as próprias preferências sem deixar de transmitir alegria, conforto e praticidade aos outros exige um olhar crítico. Não é à toa que exista um profissional qualificado e de visão aguçada para desempenhar essa tarefa desafiadora. Professora do curso de Design de Interiores do Centro Europeu, Jordana Fraga, apresentou algumas dicas para ressignificar um ambiente a partir do uso de plantas naturais.

 

Para ela, cada canto da casa ou apartamento precisa trazer felicidade ao morador, sensação transmitida com frequências pelas plantas. Ela atribui o êxito da tarefa especialmente às espécies naturais, que, quando utilizadas em consonância às condições disponíveis – espaço, iluminação e pontos hidráulicos, por exemplo – podem transformar um espaço.

 

Avaliadas as circunstâncias do local, há algumas plantas “coringa”, que permitem ao profissional agir com mais segurança ao apresentar sua sugestão ao cliente. As suculentas são um exemplo disso. “Você consegue montar seu próprio vaso com suculentas para uma mesa lateral ou de centro, transformando aquilo em uma marca personalizada”, sugere. Outra possibilidade é reservada às orquídeas, cuja sofisticação as tornam clássicos e, por consequência, uma aposta certeira. “Assim como as orquídeas, os lírios têm uma durabilidade mais longa, de seis meses, e são ideais para ambientes fechados”, complementa.

 

A professora, contudo, faz uma ressalva. Ainda que reflitam o olhar do designer, escolhas como essas devem estar de acordo com as preferências e necessidades de cada cliente. “Ter esse carinho e cuidados é um diferencial que o profissional carrega com ele para sempre e é isso que procuramos inspirar no Centro Europeu”, finaliza.

 

Compartilhe:


Deixe seu comentário