Gastronomia

Compartilhe

0
Shares
0 0 0 0
foto-networking-e-um-capital-social-valioso-na-area-da-gastronomia
23 de fevereiro de 2018

Networking é um capital social valioso na área da gastronomia


Força e longevidade da rede de contatos depende da qualidade das conexões

foto-networking-e-um-capital-social-valioso-na-area-da-gastronomia

Rede de contatos pode ser ampliada de forma espontânea, por meio da boa impressão causada pelos profissionais. Foto: Shutterstock

Ter uma boa rede de relacionamentos hoje é essencial para qualquer empreendedor e, na área da gastronomia, não é diferente. O networking é uma ótima oportunidade para o crescimento do negócio.

Para os especialistas, o networking consiste em manter contato com outros profissionais. Mas, não basta participar de redes sociais como o Facebook ou o LinkedIn, adicionar novas pessoas ou marcar presença em eventos e distribuir cartões. A força e a longevidade da sua rede de contatos dependem mais da qualidade das conexões estabelecidas do que da quantidade de pessoas que está nela. Para ser memorável e construir parcerias sólidas, o mais interessante é focar sua atenção em pessoas com potencial de relacionamento futuro, seja como fornecedor, sócio ou funcionário.

Na área de gastronomia, manter bons relacionamentos é fundamental. A seleção de matérias-primas, por exemplo, é o que define a qualidade de um produto no resultado final de uma receita. Daí a importância de cultivar parcerias com bons fornecedores, comprometidos em manter a qualidade dos produtos, para que os estabelecimentos tenham condições de oferecer os pratos sempre com o mesmo padrão de excelência.

Como empreendedor, o networking pode ser fundamental para o crescimento do negócio. E pode ser também um processo de construção de parcerias motivadas por interesses mútuos. Cultivando conexões genuínas, a rede de contatos pode ser ampliada inclusive de forma espontânea, por meio da boa impressão causada pelos profissionais que estão à frente de determinado empreendimento. Com um pouco de prática, o capital social de uma marca se torna cada vez mais valioso, expandindo a capacidade dos gestores de formar relacionamentos sólidos, pessoais e profissionais.

Referência
O Centro Europeu recebe alunos de diversas regiões do Brasil e exterior e alcançou relevância internacional, formando alguns dos chefs mais bem-sucedidos do país. Entre eles, se destacam Manoella Buffara (Restaurante Manu), Alexandre Vicki, Joy Perine (Restaurante Zea Mais), Beto Madalosso (Forneria Copacabana), Cláudia Krauspenhar (Eventos), Rodrigo Cavicchiolo (DUO Cuisine) e Marcelo Amaral (Lagundri).

Compartilhe:


Deixe seu comentário