Gastronomia

Compartilhe

0
Shares
0 0 0 0
estudarnoexterior
5 de setembro de 2017

Já pensou em estudar fora? O Cento Europeu te dá uma “mãozinha”


Intercambistas terão a oportunidade de aprender técnicas clássicas da gastronomia internacional e conviver com profissionais de muitos países

Estudar no exterior é o sonho de muitos brasileiros. A vivência em uma universidade estrangeira pode ser uma oportunidade única de experimentar outras culturas e novas metodologias de ensino, conhecer novos modos de vida e expandir a visão de mundo, conviver com professores e estudantes de várias nacionalidades, além de ganhar fluência em outro idioma. As vantagens são imensuráveis e para quem está matriculado nos cursos de Gastronomia e Hotelaria do Centro Europeu, o sonho de fazer um intercâmbio e conquistar um diploma internacional está logo ali, na Suíça!

A instituição mantém convênio exclusivo com o SEG – Swiss Education Group, que oferece aos alunos a possibilidade de participar de programas estudantis em cinco escolas da Suíça: HIM (Institute Montreux); SHMS (Hotel Management School); Cesar Ritz Colleges (Lucerne e Le Bouveret); IHTTI School of Hotel & Design Management; e CIS (Culinary Arts Academy Switzerland).

Todos os alunos formados no curso de Hotelaria Design & Eventos pelo Centro Europeu recebem certificado reconhecido internacionalmente chancelado pelo IHTTI School of Hotel & Design – além da certificação de conclusão brasileira, chancelada pela A.B.I.H -PR Associação Brasileira da Indústria de Hotéis. Os estudantes do curso de gastronomia também recebem diplomas brasileiros e suíços.

Ingresso no mercado de trabalho

Para os interessados em estudar gastronomia na Culinary Arts Academy, que possui unidades em Lucerne e Le Bouveret, o aprendizado vai além das receitas. O conteúdo do programa inclui ensinamentos para a gestão de um estabelecimento e até de fotografias, para divulgação dos pratos. “Outro benefício oferecido pela academia suíça é a oportunidade de fazer estágio, inclusive remunerado. A própria empresa vai até a universidade para assinar os contratos e os alunos contam com a garantia de vivenciar experiências no mercado de trabalho”, conta Valquiria Mac-Dowell, representante do SEG na região sul do Brasil.

Além de ser aluno do Centro Europeu, o pré-requisito para estudar nas universidades suíças é o domínio da língua inglesa (em nível avançado). Os estudantes de gastronomia ainda terão a oportunidade de aprender francês e alemão durante a estadia nas academias suíças.

O curso de Chef de Cuisine e Restaurateur do Centro Europeu é o mais importante da América Latina. É a única escola de gastronomia brasileira a fazer parte da AREGALA – Asociación de Restauradores Gastronómicos de Las Americas. Gostou? Venha juntar-se ao nosso time!

 

 

 

 

Compartilhe:


Deixe seu comentário