Gastronomia

Compartilhe

0
Shares
0 0 0 0
estagio-em-gastronomia-e-porta-de-entrada-para-os-desafios-de-quem-trabalha-dentro-da-cozinha
6 de novembro de 2017

Estágio em gastronomia é porta de entrada para os desafios de quem trabalha dentro da cozinha


Autoconfiança e curiosidade por áreas correlatas à gastronomia são heranças da experiência

Nada como passar por uma experiência prática para sentir os prazeres e os dissabores da rotina de uma profissão. Com a gastronomia não é diferente. Ter voz ativa dentro da cozinha, mesmo como aprendiz, é uma maneira de conhecer de perto os desafios que serão experimentados no futuro e decidir se o caminho iniciado é, de fato, o pretendido.

Formada em medicina veterinária, já tendo atuado na área por anos, Claudia Dotti Moreira sempre encontrou uma parte de si mesma dentro da cozinha. “Aprendi a gostar das panelas com minha mãe, a comer com muito prazer com meu pai e a olhar a comida como uma arte com os dois. Sempre sentia claramente existir uma magia em torno de um prato e isso era instigante para mim”, conta. Tamanho era o apreço pelas panelas que o resultado não poderia ser outro: unir paixão e profissão.

A familiaridade com o ambiente gastronômico impulsionou Claudia a buscar conhecimento técnico, necessidade identificada rapidamente e suprida pelo curso de Chef de Cuisine do Centro Europeu, que além de pioneiro no Paraná, é o maior Centro de Gastronomia da América Latina. “Ali tive a seriedade e a possibilidade de empreendedorismo aliada à poesia da gastronomia. As cozinhas da escola fizeram brilhar meus olhos e não tive mais dúvidas de que só queria começar”, lembra.

Arquivo Pessoal

Para Claudia, o estágio no L’Épicerie abriu horizontes para outras áreas da gastronomia

Imersa no universo que sempre desejou, Claudia se debruçou a cada nova experiência proporcionada aos alunos, extraindo o máximo dos professores e dos insumos e equipamentos de qualidade. Ao final do curso, o programa de estágios da escola trouxe a certeza de que o aprendido em sala se estenderia fora dela. “Tivemos a chance única de estagiar em lugares ótimos ainda como alunos e isso é, sem dúvida muito importante, pois além da vivência, há sempre a chance de efetivações”, salienta.

Para desfrutar da experiência no L’Épicerie – restaurante alicerçado na culinária francesa com várias premiações, entre elas a estrela concedida pelo Guia 4 Rodas -, Claudia teve de apresentar média final igual ou superior a 85 e nenhuma pendência com a escola. “O que aprendi nessa fantástica extensão do curso foi muito importante, pois tudo acontecia em tempo real, dinamicamente e com atividades plenas, com pressões semelhantes às que encontramos no dia a dia”, ressalta.

Arquivo Pessoal
estagio-em-gastronomia-e-porta-de-entrada-para-os-desafios-de-quem-trabalha-dentro-da-cozinha_
Prato preparado por Claudia no restaurante em que trabalha.

Para ela, a autoconfiança e a vontade de se aventurar em outras áreas dentro da própria gastronomia foram outras heranças do estágio. “Além disso, os cuidados com armazenamentos e o mistério de servir tantas pessoas ao mesmo tempo são exemplos do que o estágio me trouxe”, pontua.

Confiante do próprio potencial, Claudia tem se realizado ao atuar com pequenos eventos. A ânsia por aprender, contudo, continua intensa. “Procuro fazer cursos para me capacitar e não tenho dúvida de que uma boa escola e um bom professor fazem parte do começo de tudo”, aconselha.

Quer ampliar seus horizontes para trabalhar em cozinha? Assim como as demais propostas da escola, o curso de Chef de Cuisine e Restaurateur é um prato cheio para quem se dedica e quer estar em contato com o que há melhor da área. Visite nossa sede e conheça todos os cursos de Gastronomia!

Compartilhe:


Deixe seu comentário