Idiomas

Compartilhe

0
Shares
0 0 0 0
27 de dezembro de 2017

Entenda a diferença entre sotaque e pronúncia


Ter uma boa pronúncia não significa abolir traços que denunciem a sua origem

Se você estuda inglês há algum tempo, é bem possível que a sua expectativa aponte para uma direção específica: falar como nativo. A meta marca presença entre os anseios até mesmo de quem acabou de se lançar ao desafio de aprender o idioma. Mas afinal, como lidar com esse pensamento sorrateiro?

Ter em mente a diferença entre sotaque (accent) e pronúncia (pronunciation) com clareza é o primeiro passo para continuar a evoluir na língua. Ao passo em que o primeiro se relaciona a traços culturais, de modo a revelar o país ou região de origem do falante, o segundo envolve aspectos fonéticos da própria língua, não sendo flexível. Apesar da diferença, muitas vezes os termos são adotados como sinônimos, confusão que acontece principalmente porque a pronúncia pode, em alguns casos, denunciar um sotaque em particular.

O não entendimento desses dois conceitos leva a alguns embates, como as tentativas de eliminar o sotaque para atingir a pronúncia perfeita, por exemplo. Vale lembrar, que esse esforço é plausível desde que seja empregado para assegurar que o sotaque carregado não irá comprometer a compreensão da palavra por outra pessoa. Lembre-se: em termos de idioma, o importante é fazer-se entender.

O sotaque é um elemento tão intrínseco ao idioma, que até mesmo no inglês é possível ouvir a mesma palavra de diferentes maneiras. Embora a redação seja a mesma, palavras como water, computer e important, por exemplo, são faladas de forma distinta no Reino Unido e nos Estados Unidos. Entender nuances como essas reflete a prática e a proximidade com o idioma.

A pronúnica, por sua vez, é uma estrutura mais rígida e que, mesmo com a variação dos sotaques, deve ser preservada para não ser convertida em erro. Não é estranho ocorrerem trocas entre as palavras word (palavra) – world (mundo) e sheep (ovelha) -ship (navio), o que pode mudar todo sentido de uma sentença. Para contornar situações como essa, a dica é sempre estar atento ao contexto em que o termo foi usado. Para aperfeiçoar a pronúncia, busque sites confiáveis e não tenha medo de treinar. Assim, você aproveita para treinar tanto o listening quanto o speaking.

Ficou interessado em outras orientações para manter o inglês na ponta da língua? Entre em contato com o Centro Europeu!

Compartilhe:


Deixe seu comentário