Design de Interiores

Compartilhe

0
Shares
0 0 0 0
http://centroeuropeu.com.br/portal/curso/design-de-interiores/
27 de março de 2018

Como saber se Design de Interiores é o curso certo para mim?


O curso de Design de Interiores é indicado para pessoas com talento na área de decoração. A profissão é ideal para os antenado nas tendências da moda,  nos assuntos relacionados à arquitetura e ao design, para os apreciadores das obras de arte e da cultura em geral. Ser criativo, ter habilidades para desenhar e bastante noção de espaço também são características importantes para quem deseja seguir a carreira.

O Designer de Interiores é um especialista que consegue conjugar as necessidades dos clientes a todas as referências que possui para criar algo novo e encantador, mas sempre levando em consideração a funcionalidade e o conforto do ambiente.

 

Como ser Designer de Interiores?

 

O termo “Design de Interiores” é relativamente novo no Brasil. Foi oficializado no fim da década de 1990, até então a área era conhecida como “Decoração”, “Arquitetura de Interiores” ou simplesmente “Design”. A profissão é regulamentada pela Lei nº 13.369/2016, que  valorizou ainda mais a profissão.

O crescimento do setor imobiliário também impulsionou e aqueceu o mercado de trabalho para designers de interiores, oferecendo mais vagas e melhores salários para os profissionais, assim como novas áreas de atuação. Com a ascensão do uso de materiais e soluções sustentáveis e uma maior preocupação com o meio ambiente, a tendência aponta para projetos que levam em conta estas questões e a acessibilidade dos espaços, mas este é apenas um dos vários ramos em que um profissional de design de interiores pode se especializar.

Um excelente motivo para seguir a carreira são as inúmeras possibilidades no mercado de trabalho. A mais conhecida está relacionada à decoração e ambientação. Neste ramo, o profissional trabalha aliando estética, conforto e funcionalidade para elaborar projetos residenciais e comerciais, sempre de olho nas necessidades, sonhos e expectativas dos clientes.

Os profissionais que optarem por trabalhar em empresas de design vão se envolver na criação de móveis planejados, objetos decorativos ou mobiliários exclusivos. Outra sugestão é atuar em empresas de propaganda que prestam serviços de visual merchandising. A cenografia também oferece oportunidades para o designer de interiores, que poderá projetar cenários de filmes, peças de teatro e programas de televisão.

Empreender é outra opção para os profissionais, habilitados a montar uma consultoria junto a fábricas de móveis sob medida, por exemplo, ou abrir seu próprio escritório, atuando no desenvolvimento de projetos residenciais e comerciais – lojas, restaurantes e hotéis são clientes promissores, já que os ambientes de tais empreendimentos precisam aliar estética e funcionalidade para atender os consumidores.

 

Como é o curso de Design de Interiores

 

O curso de Design de Interiores do Centro Europeu  tem um ano de duração e forma profissionais criativos, capacitados para projetar soluções inteligentes para o universo da decoração de interiores. Essa formação acontece de maneira dinâmica, técnica e vivencial, dividida em ateliês e módulos.

A formação no Centro Europeu proporciona ao aluno a experimentação da rotina de um escritório de design. O corpo docente é ativo e experiente na área, trazendo para a sala de aula suas vivências profissionais e informações atualizadas.

Na representação gráfica de projetos os alunos vão compreender os conceitos básicos do desenho técnico de objetos e ambientes e serão capacitados para a elaboração de projetos de design de interiores.

Na disciplina “Materiais de Acabamento e Revestimentos” eles irão conhecer as tendências e tecnologias para composição de paredes, forros, coberturas, pisos e móveis.

A formação do Centro Europeu inclui um apanhado geral das técnicas de desenho e pintura, tais como: tecidos, madeiras, metal, pedras naturais, papel de parede, vidros, espelhos e afins. O curso também oferece conteúdos sobre desenho digital para design de móveis e interiores, com a utilização do programa SketchUp.

Os professores vão ministrar ainda aulas teóricas sobre noções históricas do design de interiores; teoria da cor e forma aplicadas à composição do espaço; e conceitos básicos de ergonomia, antropometria e conforto ambiental.

Na disciplina “Design de Móveis” os alunos vão adquirir conhecimento  sobre a função e à qualidade dos espaços e a sua relação com o mobiliário; desenvolvimento de projeto de móvel e seu detalhamento; e circulação e dimensionamento de mobiliário.

A pesquisa e análise de tendências é mais um assunto discutido nas aulas. O objetivo é sensibilizar os alunos sobre a utilização do coolhunting, uma nova ferramenta de marketing. Além disso, os estudantes terão a oportunidade de se inteirar sobre as principais macrotendências globais e locais de consumo, além de compreender os valores culturais contemporâneos, desenvolvendo uma visão ampliada sobre os conceitos que regem o mercado atual.

Compartilhe:


Deixe seu comentário