Gastronomia

Compartilhe

0
Shares
0 0 0 0
marketingplan
5 de setembro de 2017

Abrir um empreendimento na área de gastronomia não é bolinho!


Elaborar um plano de marketing é essencial na hora de empreender na área da gastronomia

 

Erick Jacquin é um dos mais importantes Chefs franceses em atividade no Brasil. É considerado pelos críticos gastronômicos um gênio criativo, um verdadeiro alquimista com os ingredientes mais simples, dotado de um rigor estético surpreendente. Apesar do talento reconhecido mundo afora com as “casseroles”, Jacquin já enfrentou muitas dificuldades na carreira após a falência de seu restaurante em São Paulo.

 

O chefe renomado é um grande exemplo para quem pensa em começar um negócio na área da gastronomia. Não basta acumular anos de “pilotagem no fogão”, muitas horas de estudo para conhecer com profundidade as técnicas culinárias e aprender a harmonizar os temperos e os ingredientes. Empreender com sucesso nesse ramo requer também conhecimentos específicos sobre o Marketing.

 

Philip Kotler – considerado o papa do Marketing – ensina que um plano de marketing bem feito torna uma empresa menos vulnerável às crises e é um diferencial frente aos concorrentes, já que ajuda o gestor a atender os desejos e as necessidades dos clientes –  reduzindo os problemas da comercialização e planejamento dos produtos.

 

O curso de Chef de Cuisine e Restaurateur do Centro Europeu é completo e a formação vai além do aprendizado dentro da cozinha. Os estudantes terão a oportunidade de cursar um módulo que aborda o Marketing, com 16 horas/aula, que inclui ainda estudos de casos.

 

Para a professora de marketing do Centro Europeu, Deise Bautzer, ao contrário do que a maioria imagina, o marketing não se resume à comunicação. “Marketing significa mercadologia e, nesse contexto, é muito relevante. Sem documentos de gestão, como a elaboração de um plano de negócios e de um plano de marketing, não existe chance que um negócio perdure”, diz.

 

Segundo Deise, os chefes e os demais profissionais empreendedores devem se preocupar, inicialmente, em investir em bons planejamentos para que os negócios prosperem. “É preciso fazer uma forte análise da concorrência, definir um nicho de mercado e a precificação, além de um completo plano de negócios. É o mínimo para empreender no ramo da gastronomia”, conta a professora.

 

Quer comandar seu próprio restaurante e ver seu negócio indo de “vento em polpa”? Venha conhecer o Centro Europeu, o maior e mais moderno Centro de Gastronomia do Brasil. A Sede Gastronomia contempla modernas cozinhas didáticas, com os melhores e mais avançados equipamentos do mundo à disposição dos alunos.

Compartilhe:


Deixe seu comentário